Vinte e Alguma Coisa

Amor não é a resposta, trabalho também não é.... A verdade é tão incompreensível que dói... Mas eu continuo me divertindo e acho que essa é a chave.. Tenho vinte e poucos e continuarei sendo a mesma coisa....

E se ...

2 comentários
Ele gosta de poesias. Ela faz poesias.
Ele para na estante de poesias da livraria. Ela, prefere olhar a de frente.

Ele quer que ela lhe mande suas poesias
Ea, insegura vacila.
São dores muito profundas, daquelas que poderiam sangrar novamente.
Elas, as poesias, estão literalmente trancadas em um baú,
e ela, no seu íntimo não sabe, ou não quer saber onde fora parar aquela minuscula chave, que
trancou um passado não tão distante assim.

Ela tenho medo sim, medo de que a vendo tão insegura,
ele compreenda que ainda não superou cada uma daquelas palavras,
medo de que ele sinta toda aquela dor que sentiu,
medo de não conseguir olhar nos olhos dele quando
ele estiver em posse de parte obscuras de sua alma.

Mas se ele tiver o direito de conhecer cada uma das partezinhas rachadas da alma dela,
se isso que aparentemente estão construindo, for bem mais sólido do que
qualquer uma das cronstruções edificadas antes, e se a compreensão dele ultrapassar o frágil entendimento dela, e se..

Ele cobra as poeisas. Ela promete envia-las.
E se as enviar? E se não as enviar?

2 comentários :

Marcela Fernanda disse...

A ação, gera a reação ; Em caso de SIM ou NAO sempre temos uma reação, uma resposta... e é assim com tudo na vida. É por isso que cada dia eu admito a idéia que DEUS trabalha com algoritmos :p Bom dia

Ivich disse...

Marcela,

Já dizia meu professor de Algoritmos: Deus escreveu as linguagens e o Diabo os livros de programação. :p

Bjo